A ÉTICA

( em qualquer campo )




Três momentos recentes no futebol. O primeiro foi o do jogador Everton ex-jogador do flamengo contrato pelo São Paulo. No jogo contra o seu ex-clube foi decisivo ao marcar o gol da vitória. Fez questão de não festejar em respeito a torcida que sempre o incentivou. Na copa do mundo o jogador Ronaldo de Portugal ajudou o jogador uruguaio Cavani a sair de campo machucado.  Ainda no Brasil o atual jogador do flamengo conhecido como "Ceifador" costuma simular um corte na garganta para a torcida adversária quando faz um gol. Todos os três casos podem ser vistos no prisma da ética. Ela transcende ao aspecto legal e vai muito mais além. No terreno dos negócios por exemplo as empresas que não rezam na cartilha ética perdem credibilidade  e principalmente valor de mercado, que muitas vezes envolvem bilhões. No caso dos jogadores são profissionais que estão no mercado e podem faturar o que a maioria dos mortais não conseguiria por várias existências. Esquecem muitas vezes que tem uma vida útil pequena e que precisarão sobreviver (não só pelo dinheiro) após a aposentadoria precoce. Na política, só o fato de poder fazer um trabalho por um país melhor para os filhos e netos deveria ser o suficiente para uma dedicação extrema de qualquer deputado ou senador. Ainda assim, vemos diariamente casos de corrupção que denigrem a sua imagem e coloca em risco a possibilidade de serem presos pela justiça. Resumindo, a ética não é apenas necessária pela ótica do relacionamento humano, mas principalmente responde pelo sucesso ou fracasso das organizações e dos cidadãos.  




Comentários

Popular Posts

REVISÃO DO FGTS - INPC X TR ( PERÍODO DE 1999 A 2013)

COMO CORRIGIR O PASSADO - A VIDA TODA

PECULIO INSS