DAVID E GOLIAS ?

( a parceria Embraer e a Boeing)
O governo deveria se meter apenas no que e entendesse e fizesse  muito bem. É a razão da sua existência. Voltamos a eterna frase feita: "A Embraer é nossa". Empresa privada em 1994 é um dos projetos símbolo de uma estatização da década de 60. O mercado gira em função da concorrência e acarreta regularmente fusões e aquisições de empresas bem como define "joint ventures". Faz parte do seu DNA. A parceria da "Bombardier" com a  "Air bus" ameaça  os negócios da "Boeing" e da "Embraer". Estamos falando de um negócio de 3.8 bilhões que reforçará o caixa da Embraer para seus futuros investimentos. Por outro lado, não reinará sozinha no segmento da aviação,  no chamado mercado comercial e regional de aviões de menor porte e na aviação militar. O governo tem a "Golden share" que é o poder de voto de acionista sobre as suas operações estratégicas. A Embraer não está fazendo a parceria pelo seu bel prazer. Este mercado é briga de cachorro grande, onde a China (sempre ela) e outros players estão sendo novos entrantes e vão jogar pesado. Portanto este assunto está muito acima de qualquer nacionalismo e bem mais próximo de uma decisão de mercado saudável. O vídeo mostra as ameaças e as oportunidades dessa nova parceria de negócio sob forma de "joint venture". 

Comentários

Popular Posts

REVISÃO DO FGTS - INPC X TR ( PERÍODO DE 1999 A 2013)

COMO CORRIGIR O PASSADO - A VIDA TODA

PECULIO INSS