RÉU CONFESSO

(  o staff liberal do Bolsonaro)

Semana passada vi a entrevista do Paulo Guedes na Globonews. Confesso ter gostado muito. Agora assisti atentamente à exposição do candidato a vice-presidente do Bolsonaro, o General Mourão. Se eu tivesse que fazer uma apresentação sobre o atual cenário do Brasil (e sobre as recomendações propostas) eu usaria os mesmos slides e argumentos. Se eu fechasse os olhos ouviria os mesmos argumentos que tenho usado. Mais ainda, se eu pegasse uma apresentação do João Amoedo veria muitos pontos em comum com os pensamentos do partido NOVO. 

A diferença que vejo entre o NOVO e o PSL do Bolsonaro (mesmo com a visão do Paulo Guedes e do Mourão) é a consistência de um partido, lastreado em princípios e valores e apoiado por 23 mil filiados que pensam de forma muito igual.  Dentro do PSL o próprio Bolsonaro já mostrou seu caráter estatizante que jura de pé junto ter modificado, e que agora está alinhado com os melhores princípios liberais econômicos. 
Continuo (e continuarei apoiando) o Amoedo e o NOVO até 5 de outubro. Sabemos da real dificuldade dele ser o novo presidente. Mas os 5% de preferência dos seus eleitores já mostra o quanto os dois progrediram em pouco tempo.  
Fiz este post por dois motivos: primeiro porque somos via de regra preconceituosos e falamos de coisas e pessoas sobre as quais não conhecemos e não queremos conhecer. Fiz questão de assistir o vídeo para poder ratificar a minha opinião desfavorável em relação ao Mourão, e de fato me estrepei. Continuo com a mesma opinião em relação ao candidato presidencial Bolsonaro. Não me identifico com as suas atitudes e posturas pessoais.  Em segundo lugar porque “se o estrupo é inevitável, com a possibilidade da eleição do Bolsonaro”, então me coloco no melhor estilo “relax and enjoy”. 

JOÃO TEIXEIRA DE AZEVEDO NETO

     

Comentários

Popular Posts

REVISÃO DO FGTS - INPC X TR ( PERÍODO DE 1999 A 2013)

COMO CORRIGIR O PASSADO - A VIDA TODA

PECULIO INSS