A LEI ROUANET


(nosso dinheiro público) 

Através de desonerações fiscais, com o imposto de Renda de pessoas jurídicas e físicas,  gastamos cerca de 1.2 bilhões de reais ao ano com o incentivo à cultura. Grande parte com incentivo às artes cênicas, em especial o cinema. A maior parte é feita pelos grandes bancos públicos e privados. Em suma destinamos uma quantia considerável anualmente para incentivar à cultura, dando em troca para os patrocinadores um marketing barato para as suas marcas. Já que a cultura é tão evidentemente importante porque essas corporações não fazem esse investimento do seu próprio bolso? Ou, porque os que os produtores, que amam a cultura, não pegam dinheiro nos próprios bancos comerciais, pagando taxas usuais de mercado, para financiarem os seus projetos? Bons filmes nacionais têm dado provas de que é possível arrecadar milhões de reais em bilheteria com retorno financeiro adequado para o produtor e/ou investidor. Para ilustrar, com 1.2 bilhões de reais poderíamos manter anualmente cerca de 480 hospitais em São Paulo, ao custo de 2.5 milhões anuais de manutenção.  Este é outro assunto que deveria esta na pauta dos novos congressistas que assumirão o parlamento em 2019.

JOÃO TEIXEIRA DE AZEVEDO NETO



Comentários

Popular Posts

REVISÃO DO FGTS - INPC X TR ( PERÍODO DE 1999 A 2013)

COMO CORRIGIR O PASSADO - A VIDA TODA

PECULIO INSS