NEGOCIAÇÃO INOPORTUNA


Resultado de imagem para REFORMA DOS MILITARES

  No momento  em que a reforma da previdência precisa ser negociada com o Congresso o governo apresenta a sua versão de reforma para os militares. Ontem vimos  comparativamente o esforço bem menor dos militares( ver fonte abaixo). Agora ficou muito pior pois aproveita-se o momento (totalmente inoportuno) para se falar da reforma da carreira dos militares. Uma economia inicial prevista em 97 bilhões(em dez anos) caiu para 10 bilhões. Ou seja, precisam gastar 87 bilhões com a carreira dos militares. Quem disse que isto é prioritário no Brasil no momento?  Com 12 milhões de desempregados pede-se o esforço de muitos desses que sequer vão se aposentar. Argumentam dois fatos:

 O primeiro de que os militares estão sendo mal pagos, levando em conta o salário de alguns servidores públicos excessivamente remunerados, acima de 20 mil reais. Deveriam levar em consideração o salario médio do brasileiro de 1400 reais e assim estariam mais felizes. A única forma de resolver isto é fazer um plano estruturado para toda a carreira pública, levando em conta as responsabilidades econômicas e por pessoas, complexidade da função e o nível de conhecimento requerido. É assim que as melhores práticas de gestão recomendam e é feito no mercado. Temos ótimas Consultorias privadas que poderiam fazer esse projeto com excelência.  Com isto identificaríamos quem realmente ganha de forma inadequada para fazer um plano de correção gradativo.

 A segunda  colocação é quanto a carreira militar ser "diferenciada" totalmente diferente da do civil. Que a façamos igual, que tenha FGTS, férias....mas também (e principalmente ) uma aposentadoria nos mesmos moldes de um civil,  que tem seu valor limitado à 5800 reais. Na carreira militar paga-se o ultimo soldo sem qualquer limitação.  Por isso o valor médio das aposentadorias do civis é de 1400 reais enquanto a dos militares 14000 reais.  E o tesouro nacional aporta 6 mil reais per capita para cada segurado civil. Por outro lado aporta 120  mil para cada militar. Esta é de fato a grande diferença entre a aposentadoria dos civis e dos militares. Portanto não consigo ver  diferença entre os civis e  militares. Ambos deveriam ser tratados igualmente sob o ponto de vista das "relações do trabalho". Enquanto considerarmos que algumas categorias são diferente de outras, com emoção patriótica e  e sem um racional convincente, perpetuaremos essa "grande inequidade nacional". 



JOÃO TEIXEIRA DE AZEVEDO NETO

Endereço:  Avenida das Américas, 700 - bloco 3 / sala 227 

Barra da Tijuca (RJ)

Fones: 021.986672754 / 021.35766808














Comentários

Popular Posts

REVISÃO DO FGTS - INPC X TR ( PERÍODO DE 1999 A 2013)

COMO CORRIGIR O PASSADO - A VIDA TODA

PECULIO INSS